sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Video: Saiba mais sobre o tratamento de entorse

Entorse é a perda momentânea da congruência articular (cápsula articular e/ou ligamentos) de uma articulação. Também pode ser definida como uma lesão traumática de uma articulação, com alongamento, arrancamento ou rotura de um ou mais ligamentos, sem deslocamento das superfícies articulares. A gravidade da lesão ligamentar é classificada de diversas maneiras; contudo o sistema mais usado são 3 graus: Entorse de grau 1: Ocorre estiramento ou uma pequena rotura das fibras ligamentares com pouca ou nenhuma instabilidade articular. Pode apresentar dor leve, pouco edema e rigidez articular mínima. Entorse de grau 2: Ocorre alguma rotura e separação das fibras ligamentares e instabilidade moderada da articulação. Pode-se esperar dor moderada e forte, edema e rigidez muscular. Sinais e sintomas: A dor na articulação é gradual ou imediata. Edema articular. Verifica-se imediata ou gradualmente uma incapacidade para mexer a articulação (perda de função). O tratamento consiste em imobilidade absoluta do local e aplicação de compressas frias e bolsas de gelo durante as primeiras 24 horas. Os casos mais graves podem necessitar de imobilização com bandagens ou gesso.

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Em época de Copa do Mundo, cuidado com a entorse do tornozelo


Torção do tornozelo: mais do que um incômodo

Copa do Mundo chegando e não há como evitar de falar em lesões. Com vários jogadores se lesionando, vamos falar da entorses do tornozelo, que é a lesão mais comum no futebol. Talvez você não tenha como evitar que a primeira delas ocorra, mas pode fazer muito para impedir as seguintes.

Esse tipo de lesão geralmente segue um padrão típico. A maioria acontece quando a sola do pé gira para dentro, lesionando os ligamentos na parte exterior do tornozelo — por exemplo, ao pisar sobre uma superfície desnivelada no gramado ou sobre o pé de outro jogador durante a corrida ou na aterrissagem, após um salto. Uma situação típica no futebol acontece quando o adversário chega deslizando e acerta a parte inferior da sua perna por dentro, forçando o pé a torcer-se também para dentro.

Além disso, há fatores pessoais de risco, como a resistência do tornozelo, a amplitude de movimentos e a maneira como você controla os mesmos. Esses fatores podem ser controlados com exercícios específicos, como os que foram incluídos nos "11+".

Um fator importante de risco é uma lesão prévia na região. Tornozeleiras semirrígidas ou com bolsas de ar ajudam a prevenir novas entorses e devem ser usadas por vários meses. Além disso, é possível treinar o equilíbrio usando discos e pranchas instáveis para os tornozelos.

A maioria dos jogadores encara as torções de tornozelo como um incômodo, mas é preciso proteger a região para que ela não volte a se lesionar.

Sintomas e sinais:
• Inchaço (em poucos minutos ou gradualmente, ao longo de várias horas).
• Dor ao tentar mover o tornozelo ou ao caminhar.
• Rigidez e impossibilidade de colocar todo o peso sobre o pé

Primeiros socorros
Aplicar o protocolo PRICE (sigla em inglês para proteção, repouso, gelo, compressão e elevação) ao tornozelo lesionado.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Tratamento rápido de entorse de tornozelo



http://www.clinicaecirurgiadope.com.br/ckfinder/images/entorse2.png


Entorse de tornozelo é a lesão mais comum para o pé. O tratamento correto de entorse no tornozelo facilita a recuperação mais rápida & impede a recorrência da lesão.

Todas as articulações do corpo têm fortes bandas de fibras chamadas ligamentos que atribuem um osso para o outro. Como fortes elásticos, ligamentos fazem a articulação estável. Uma entorse ocorre em uma articulação, quando um ou mais ligamentos são sobrecarregados ou rasgados.

O mais comum entorse no tornozelo é conhecido como um entorse de inversão, isto é onde os ligamentos na parte externa do pé são afetados. Isso ocorre se o pé torce sob o corpo com a parte inferior do pé virado para dentro. Comumente uma entorse em inversão acontece se cair em uma calçada, ou oscilações fora uma pedra solta invisível. Rapidamente após o inchaço e a dor de lesão de inversão ocorrem principalmente na parte externa do tornozelo.

A forma dos ossos que compõem o tornozelo significa que uma entorse de eversão, onde o tornozelo vira para o exterior, é muito menos comum. Dor e inchaço após uma entorse em eversão é principalmente no interior da articulação.

Tratamento de entorse no tornozelo, imediatamente após a lesão

Logo que possível após ter sofrido uma lesão no tornozelo torcido, o gelo deve ser aplicado à área dolorosa. Aplicação de gelo na lesão neste post inicial período temporariamente reduz a circulação à área e este, por sua vez, limita a quantidade de inchaço que ocorre.

O arroz pneumônico é frequentemente usado para descrever o tratamento necessário nesta fase:

  • Resto: Repouso relativo é necessário, isso significa abster-se de esporte e ficar fora do tornozelo, tanto quanto possível.
  • Gelo: Aplicar uma bolsa de gelo para reduzir o inchaço, tenha cuidado, porém não para causar uma queimadura de gelo.
  • Compressão: Compressão suave, como um curativo, vai ajudar a reduzir o inchaço. Compressão, que é muito apertado é perigoso e pode causar danos
  • Elevação: Manter o pé elevado reduz o inchaço.

Sentado com o pé apoiado e suavemente em movimento do tornozelo também começa a reduzir o inchaço e restaurar o movimento. Isso só deve ser feito se não é doloroso.

Tratamento de entorse no tornozelo - os próximos passos

Como a lesão melhora e diminuir o inchaço e dor, pode ser aumentada a quantidade de movimento do pé. Também é importante fortalecer os músculos na altura do tornozelo. Exercícios precisam ser introduzido gradualmente e devem ser feitos com o peso do corpo sobre o pé; outra vez isto deve permanecer livre de dor.

A última, mas provavelmente o mais importante etapa de tratamento de entorse no tornozelo é requalificar um loop que é conhecido como o mecanismo de feedback proprioceptivo.

Além de proporcionar estabilidade estática, todos os ligamentos têm um papel enorme em dizer ao cérebro que posição sua articulação é em. Cada fração de segundo sensores em todos os ligamentos estão enviando informações para o cérebro sobre a posição da junta; atuando nesta informação, o cérebro ativa músculos apropriados para alterar a posição da junta em conformidade. Isso é conhecido como o ciclo de feedback de propriocepção e para evitar a lesão de uma articulação deve acontecer rapidamente e continuamente.

Quando os olhos estão abertos o feedback visual para o cérebro também fornece o cérebro com muita informação sobre a posição comum; no entanto, se houver, por exemplo, um obstáculo que não é visto, uma superfície é pisada que de repente se move ou a distância de um passo ou meio-fio é julgado mal, o mecanismo proprioceptivo deve trabalhar rapidamente e eficazmente para evitar a ocorrência de uma torção adicional. Falta de re-treinamento do mecanismo de propriocepção é a razão mais comum para um tornozelo que tem sido torcido uma vez ser re-torcido novamente no futuro. As pessoas geralmente se referem a tornozelo que tem sido torcido uma vez como sempre sendo fraco. Isto é devido mais comumente a falta de reciclagem do mecanismo proprioceptivo

O mecanismo de feedback proprioceptivo é reciclagem através da realização de exercícios de equilíbrio. Uma oscilação ou prancha de equilíbrio ou uma almofada de equilíbrio é uma boa maneira de fazer isso.


quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Saltos altos aumentam riscos de entorse no tornozelo

O risco de uma entorse do tornozelo, ou seja, a ruptura dos ligamentos, não é nada raro quando se usa certos tipos de calçadosl como os sapatos de salto alto e estreito, quando os ligamentos estão frouxos, os músculos estão fracos ou há lesões nos nervos da perna. Até mesmo certas maneiras de caminhar podem ocasionar o problema.

As entorses costumam ocorrer quando o tornozelo roda para fora, fazendo com que a planta do pé fique virada para o outro pé (se inverta). Dependendo da gravidade da lesão, pode haver inchaço e, por vezes, hemorragia sob a pele. Neste quadro, que é o mais grave, o tornozelo torna-se instável e incapaz de suportar o peso do corpo.

O ideal é evitar o incômodo, principalmente, se são pessoas cujos tornozelos se torcem com facilidade. Nestes casos, recomenda-se como medida para evitar as lesões subseqüentes, a utilização de aparelhos ortopédicos (mangas elásticas) para os tornozelos, assim como colocar dispositivos no calçado para estabilizar o pé e o tornozelo.

Quando a entorse é inevitável, no entanto, recorre-se comumente à fisioterapia e a analgésicos. Raramente se exige intervenção cirúrgica.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Exercícios de fisioterapia na entorse do tornozelo



Exercícios de mobilização e fortalecimento são benéficos, desde que a lesão esteja devidamente estabilizada. A fisioterapia também pode incluir técnicas de  eletroterapia para reduzir a dor e inchaço.

Se o
tratamento conservador não aliviar os sintomas, a cirurgia pode ser necessária. A cirurgia pode envolver a remoção dos ossos e fragmentos de cartilagem soltos no interior da articulação e restabelecer à articulação um espaço ideal para a cicatrização e cura da lesão. Nesse caso a fisioterapia apenas deve começar entre 6-7 semanas após a cirurgia, quando já não há risco de provocar um agravamento da lesão.
Os seguintes exercícios são geralmente prescritos após a confirmação de que a lesão não envolve fratura, ou que esta está consolidada. Deverão ser realizados 2 a 3 vezes por dia e apenas na condição de não causarem ou aumentarem os sintomas.



Flexão/extensão do pé
Deitado, com o calcanhar fora da cama, puxe a ponta do pé e dedos para si, depois empurre pé e dedos para baixo.
Repita entre 15 e 30 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma. 



  Flexão resistida do

Sentado, com o elástico na ponta do pé. Puxe a ponta do pé para cima, depois deixe o pé voltar lentamente à posição inicial.
Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.




 Propriocepção do tornozelo

Em pé, apoiado na perna lesada e com esse joelho ligeiramente dobrado. Tente manter o equilíbrio sem apoiar os braços e olhando em frente. Mantenha esta posição entre 15 a 30 segundos.

Repita entre 5 a 10 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Cuide e evite uma lesão grave após sofrer entorse no joelho

 Joelho Eu atleta (Foto: Getty Images)

Torcer o joelho durante uma prova ou treino pode ser bastante doloroso, mas  muitas vezes não é uma lesão grave. Se você sofreu uma torção no joelho, você pode ter um pouco de dor, inchaço, hematomas e eventualmente cursar com instabilidade, a falta de firmeza.
        
Para se recuperar mais rápido de uma entorse do joelho, você precisa seguir um plano de cinco etapas do tratamento, clinicamente conhecido como PRICE (proteção, repouso, gelo, compressão, elevação).

Passo 1 – PROTEÇÃO
No momento agudo da torsão, exponha a área lesionada, proteja com algo rígido, como uma tala ou uma faixa. Pare imediatamente de fazer a atividade, pois se insistir em continuar pode agravar a lesão e siga os passos seguintes.

Passo 2 – REPOUSO/ DESCANSO
Após sofrer uma entorse no joelho, o descanso é provavelmente a parte mais importante do tratamento. Tente evitar colocar peso no joelho (carga) e ande o mínimo possível.

Passo 3 – GELO
O gelo ajuda a aliviar a inflamação (dor, calor, inchaço e vermelhidão). Coloque os cubos de gelo ou gelo picado em um saco plástico lacrado. Embrulhe a bolsa em uma toalha ou pano. Coloque sobre o joelho na área dolorida por 15 a 20 minutos, três vezes por dia. Continuar tratando o joelho com gelo por pelo menos três dias.

Passo 4 – COMPRESSÃO/ IMOBILIZAÇÃO
Comprima o joelho envolvendo-o com uma bandagem elástica (tapes) ou estabilizadores / joelheiras. Envolva com uma faixa firme o suficiente para suportar o seu joelho, mas não tão apertado que prenda a sua circulação.

Passo 5 – ELEVAÇÃO
Eleve o joelho dolorido, tanto quanto possível. Tente manter seu joelho acima do seu coração para diminuir o fluxo de sangue e inchaço no seu joelho. Deite-se de costas e coloque dois ou três travesseiros debaixo de sua entorse no joelho durante o sono.

ATENÇÃO

Cuidado com os terrenos irregulares que podem gerar maior instabilidade e favorecer as entorses. Faça sempre um trabalho de fortalecimento preventivo e de equilíbrio para evitar o famoso 'torceu sozinho'.

DICAS

Se não melhorar/ aliviar dentro de cinco dias  procure um especialista para que seja feita uma avaliação clínica e se necessário um exame de imagem complementar para se certificar que não há danos estruturais ou ligamentares do seu joelho.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...