Tratamento e evolução de entorses






Uma entorse (ou torção) é uma lesão traumática de uma articulação, com alongamento, arrancamento ou rotura dos ligamentos e demais estruturas que sustentam a articulação, sem deslocamento das superfícies ósseas articulares. Embora o grande esforço a que a articulação seja submetida possa provocar apenas a distensão dos ligamentos, a entorse costuma provocar o rompimento parcial ou completo deles, por vezes associado a lesões na cápsula fibrosa que reveste a articulação.

Os primeiros socorros, prestados ainda pelo próprio lesionado ou por pessoas próximas, consistem em manter a articulação lesionada em repouso, se possível suspensa, e na aplicação de gelo ou compressas frias no local. Em seguida, o médico providenciará para que a articulação afetada seja mantida em repouso.

Medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos podem ser usados para reduzir a dor e a inflamação. Em casos mais importantes deve-se proceder à imobilização da articulação com ligaduras, talas ou gesso. Nos casos mais ligeiros isso pode não ser necessário.

A imobilização deve permanecer por uma ou duas semanas, às vezes mais, segundo a gravidade ou localização da lesão. Quando se trata do tornozelo ou do joelho pode exigir o uso de uma muleta.

O tratamento da entorse grave não pode ser apenas sintomático, deve ser dirigido ao reparo cirúrgico das lesões.

Passada a fase aguda deve ser iniciada uma fisioterapia com a realização de movimentos suaves, massagens, aplicação de ultrassom, raios infravermelhos, correntes elétricas e outros procedimentos que favoreçam a recuperação das funções, a reabsorção dos hematomas e a cicatrização dos ligamentos lesados. Com o fito de recuperar a total funcionalidade da articulação, pode ser aconselhada a realização de exercícios que visem fortalecer toda a musculatura da zona afetada. Se ocorrer ruptura de ligamentos (o que é raro), uma intervenção cirúrgica pode ser necessária.

Como evoluem as entorses?

Desde que tratadas adequadamente, as entorses costumam curar-se em duas ou três semanas, sem deixar sequelas. As graves podem precisar de até oito semanas. Para que a pessoa possa voltar a praticar esportes, por exemplo
Tratamento e evolução de entorses Tratamento e evolução de entorses Editado por saude.chakalat.net on 15:35 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.