Curta e Siga


Entorses do dedo polegar





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui






As entorses do dedo polegar são rupturas dos ligamentos que prendem o polegar à mão.

  • Na entorse do polegar, as pessoas têm dificuldade em agarrar objetos entre seu dedo polegar e indicador e o polegar fica dolorido e inchado.

  • Os médicos diagnosticam uma entorse do dedo polegar examinando o polegar, às vezes depois de administrar um anestésico à pessoa para tornar o exame menos doloroso.

  • A maioria das entorses do polegar é imobilizada com uma tala em espiga para o polegar, mas às vezes é necessário cirurgia.

A maioria das entorses do polegar envolve o ligamento principal na base do polegar na parte interna da mão. Este ligamento sofre frequentemente uma entorse quando as pessoas caem na mão enquanto seguram um bastão de esquiar. Assim, essa lesão é frequentemente chamada polegar do esquiador. Este ligamento também pode sofrer lesão ao apertar o polegar para trás em uma superfície rígida ao cair ou em uma bola, por exemplo, ao agarrar uma bola de beisebol. Estender excessiva e repetidamente a articulação também pode romper o ligamento, como ocorre com caçadores ingleses que quebram os pescoços de coelhos com suas mãos. Assim, esta lesão é às vezes chamada polegar do caçador.

Entorse do dedo polegar: polegar do caçador

Entorse do dedo polegar: polegar do caçador

Às vezes, quando o ligamento se rompe, ele puxa um pequeno fragmento de osso da parte inferior do osso do polegar (chamado fratura por arrancamento).

Sintomas

Na entorse do polegar, as pessoas têm dificuldade em agarrar objetos entre seu dedo polegar e indicador. O polegar fica dolorido, inchado e às vezes apresenta hematomas. O polegar pode permanecer fraco e menos estável depois de uma lesão desse tipo.

Diagnóstico

  • Exame físico

  • Radiografias para verificar se há fraturas

Para determinar se há ruptura do ligamento e, nesse caso, sua gravidade, os médicos pedem à pessoa para mover o polegar lesionado de várias formas. Os médicos então movem o polegar em várias direções enquanto mantêm o restante da mão parado (chamado teste de estresse). Se o polegar está frouxo, é provável que haja uma entorse. Às vezes, antes de os médicos examinarem o polegar, injeta-se um anestésico local próximo ao polegar lesionado para tornar o exame menos doloroso. Os médicos também podem examinar o polegar não lesionado e compará-lo ao polegar lesionado.

São tiradas radiografias de diversos ângulos para verificar se há fraturas. As radiografias podem ser tiradas enquanto os médicos aplicam pressão no polegar lesionado (chamado radiografia de estresse).

Tratamento

  • Geralmente uma tala em espiga para o polegar

  • Exercícios de fortalecimento

  • Às vezes, cirurgia

Para a maioria das entorses, o polegar é imobilizado com uma tala em espiga para o polegar. A tala é usada por várias semanas até a cicatrização do ligamento. Depois de algumas semanas, as pessoas podem tirar a tala para fazer exercícios de fortalecimento, depois colocar a tala de volta. As pessoas devem continuar esse regime por duas a três semanas.

Tala em espiga para o polegar

Tala em espiga para o polegar

Se houver ruptura grave do ligamento ou se um fragmento de osso fraturado tiver que ser recolocado no lugar, é necessário cirurgia. A cirurgia também é necessária se o ligamento não cicatrizar depois de permanecer em uma tala por várias semanas. Após a cirurgia, as pessoas precisam usar um gesso de braço curto ou uma tala em espiga para o polegar por seis a oito semanas.



Dicas para Profissionais:
  • Guia de Testes Ortopédicos
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!
    Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário

    Aprenda a fazer!